top of page
  • Foto do escritorVera Felicidade

Vergonha e síndrome de pânico


Boletim da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

por Vera Felicidade de Almeida Campos


Publicado no Boletim da SBEM - Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia - Regional Bahia/Sergipe – outubro/dezembro 2000, p. 37-38


A vergonha é um sentimento social, dizia Lévi-Strauss. Vergonha é a não aceitação decorrente do processo psicológico de ser pego em flagrante fora dos padrões aceitos e valorizados, pensamos nós. A presença do outro, insinuada enquanto testemunho, fiscal, juiz e avaliador é determinante do sentir vergonha. As pessoas não sentem vergonha por estarem fora dos padrões, elas sentem vegonha quando ocorre o flagrante. A estruturação da vivência de vergonha depende dos processos relacionais, depende de seus contextos. A vergonha pode ser estruturada no nível corporal, no social e no existencial.


38 visualizações

Comments


bottom of page